quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Dos leggings masculinos ou da magnífica odisseia da polpa de tomate

Frio, frio, frio, frio.
Aqui no Porto está frio. Bastante frio. Verão Siberiano, briol do cara$&o, deixo ao vosso critério decidir a expressão que melhor descreve o frio que aqui faz. Ora, acontece que eu gosto de praticar exercício físico e, com este frio, uma simples corridinha não chega para aquecer. É necessária um indumentária mais quente, mas alguns bons homens, os escolhidos por Deus, os velhos que até no fundo do mar correriam, não possuem qualquer problema em atravessar temperaturas baixíssimas, sem agasalho, naquele passo lento mas assertivo de um corredor de fundo. Aliás, fazem-no com calções curtíssimos, pelo peito, daqueles que separam os testículos.

A polpa de tomate e os leggings.
Bem, imaginem agora, um frio de rachar, um velho de manga caviada e calções curtos, tendinites a marcarem o passo como um metrónomo e dois tomates descaídos a bater um no outro ora como pêndulo, para os corredores de passada larga, ora como castanholas para aqueles de passada mais curta. Nunca há um meio termo para estes senhores. Eu sou um leigo no que toca à indústria da transformação do tomate mas julgo, se a memória não me falha, que é assim que se faz a polpa, estes senhores guardam os restos do seu pulsar testicular num frasquinho e nós todos tumba na bolonhesa.
É aqui que entram os leggings, estes incríveis pedaços da tecnologia têxtil, impedem a batucada tomatal ao mesmo tempo que protegem do frio. Estes podem ser usados como umas calças, à super-herói, ou debaixo de uns calções, como meia-calça (eu cá prefiro assim). Para estes homens fortes dos calções de maratonista, os leggings são a ferramenta ideal para os tornar silenciosos e mais discretos. Além disso, os leggings são confortáveis meus senhores, admitam-no, são mesmo.

"Feels like I'm wearing nothing at all."

Leggings masculinos no dia a dia.
Eu não sou muito pró-leggings masculinos fora de um contexto desportivo. Faz-me um bocado de impressão ver a moda a regredir ao tempo do Robin dos Bosques. Já sei que a coisa é cíclica mas processem-me, não gosto. Entendo que se use, as meninas usam, os meninos vão atrás. Quem gosta, gosta, mas prefiro que só pegue moda quando eu for velho o suficiente para poder criticar e ser retrógrado. Hoje ainda sou muito novo para discutir os problemas das calças justas, mas entendam-me, é que no meu tempo, os homens usavam calças de licra mas só para fazer desporto, alguns debaixo dos calções até, como eu. No meu tempo até havia velhos que batiam palmas com os tomates a cada passada que davam. No meu tempo eles é que faziam a polpa de tomate. No meu tempo leggings em homens sem ser para desporto era coisa de estrelas de rock. No meu tempo o Vegeta usava calças de cabedal no Dragonball GT, mas nada de leggings e se o Vegeta não gostava eu também não gosto.

Sem comentários:

Enviar um comentário