domingo, 27 de julho de 2014

A história do Adolf - o mestre do cunnilingus que ficou com o coração partido.

Adolf era um rapaz inteligente mas muito mal humorado. Consta que a única vez que sorriu foi quando um amigo lhe contou aquela piada gira, "Eu gosto do meu café da mesma forma que gosto da minha mulher. Sem pénis.". Adolf tinha uma boa reputação entre as mulheres. Era conhecido como um mestre do cunnilingus. Adolf pensava que o seu sucesso se devia aos movimentos que fazia com a língua, mas estava enganado porque aquilo que mais dava prazer às mulheres era a fricção que o seu bigode pequeno e forte causava. Adolf era adepto do sexo casual, sem compromisso. Até um dia, em que se perdeu de amores por uma jovem voluptuosa. Foi quando a viu e começou a falar com ela que a história da humanidade ganhou um novo rumo. Adolf nunca tinha estado apaixonado e não sabia lidar com este sentimento. O amor que ele sentia pela jovem não era correspondido pois o que ela queria apenas era experimentar a famosa fricção. Depois do sexo, Adolf propôs a jovem em casamento. Ela recusou, disse que o facto de ele ser o mestre do cunnilingus não podia ser a única razão para aceitar, era preciso gostar dele. Devido ao seu mau humor, Adolf não conseguiu lidar com a situação e respondeu à jovem, "não ficas comigo, então não ficas com mais ninguém".

Esta foi a razão para ele ter tido a ideia de dominar o mundo e matar toda a gente.

Sem comentários:

Enviar um comentário