quinta-feira, 15 de maio de 2014

Livrarias, cancro, prostitutas velhas e o Benfica na Liga Europa.

Alguém costuma passear pelas livrarias nacionais?

É que se este país lesse os títulos dos livros que para aí andam, já tinha mudado radicalmente.

Primeiro, não haveria gordos. Nenhuns mesmo. Há tantos livros de dietas a anunciar um corpo perfeito sem qualquer esforço que eu até já substituí as minhas corridas por umas malgas de farinha e banha de porco. Estou à espera de emagrecer a qualquer segundo.

Segundo, toda a gente teria tudo o que quer. Deus, o Universo, os cristais, as estrelas, todos estas entidades (divinas?)  fornecem desejos como prostitutas fornecem DST's.

Terceiro, toda a gente iria tentar ter cancro. O cancro aparentemente, deixou de ser uma doença e, sem que eu nunca me apercebesse, até se tornou uma benção.
Há um livro intitulado: " A minha vida começou com o cancro". Pronto, aceito que o livro "A minha vida acabou com o cancro", apesar de fazer mais sentido, era praticamente impossível de ser acabado, talvez o Casperzinho fosse capaz de o fazer mas outros não. Agora, a sério que esse foi o melhor título que alguém se lembrou? A vida começa com o cancro? Foda-se! Então porque é que quem o caça só se quer ver livre dele?  O cancro é mau, mata pessoas. Muitas já sobrevivem, felizmente, mas para as que sabem que não conseguem não me parece que achem grande graça ao título do livro dessa autora/besta quadrada.


PS:Queria só expressar o meu profundo desagrado pela derrota do Benfica a noite passada. Deviam ter perdido por mais grande bando de.....

Sem comentários:

Enviar um comentário