segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Eu referendo, tu referendas, ele referenda, nós referendamos, vós referendais, eles referendam.

Sou da opinião (e acredito que muita gente também o seja) que a aprovação do referendo sobre a co-adopção de crianças por casais do mesmo sexo foi uma vergonha.

Primeiro, é uma forma de adiar este problema pois sabemos que terá que passar pela fiscalização do Tribunal Constitucional e em último recurso pelo Presidente da República. Ou seja, só para as próximas eleições é que temos este assunto resolvido.

Segundo, e mais importante, é brincar com os direitos das crianças. E até porque já existem casais homossexuais com filhos e filhas à espera do reconhecimento legal.

Se é para brincar aos referendos, eu dou uma ajuda.

Sugestões para referendos:

  • As pessoas precisam mesmo de receber salário?
  • Os pretos precisam mesmo de comer?
  • As pessoas têm direito à vida? Mesmo aquelas velhas, chatas e que se babam?
  • Ter um escravo apenas por uma semana não conta, pois não?
  • Concorda que um homem possa bater na sua mulher apenas das 21 horas às 9 horas do dia seguinte?

2 comentários: