quarta-feira, 20 de novembro de 2013

A entrevista de Paulo Bento.

Acabou há pouco a entrevista do Paulo Bento na TVI. Para quem não viu eu destaco os três pontos fundamentais que a resumem.

1) Hoje é quinta-feira, segundo o Paulo.
O que me leva a crer que ou eu estou enganado, e hoje é mesmo quinta-feira, ou ele já está com a cabeça e com o relógio no mundial 2022 do Catar. O objectivo principal do nosso seleccionador é pôr a sua equipa a jogar dentro do estádio que parece uma vagina. O mundial do Brasil é só para passar tempo. 

2) Elogios a Ronaldo.
O mister foi provavelmente o 1549362º português a elogiar o melhor jogador do mundo. Mesmo assim acho que ainda são poucos elogios. Proponho que todos nós, de cada vez que formos fazer a nossa higiene diária pensemos: "Já elogiei o Ronaldo hoje?"; se a resposta for negativa, um "És o melhor do mundo, caralho" fica sempre bem.

3) Ao comentar a "infeliz" publicidade da Pepsi, Paulo Bento enunciou a conhecida frase "As desculpas não se pedem, evitam-se".
Quem sou eu para contrariar o Paulinho, mas esta frase, no seu sentido literal, não faz sentido.
As desculpas são para ser pedidas, é o mais adequado numa situação em que concluímos que agimos mal. O que se evita é a situação que levou ao pedido de desculpas, não o pedido em si.

Está? Pronto! Como diria o grande José Esteves: "Passai bem, ide para dentro e não vos constipeides.".

Sem comentários:

Enviar um comentário