domingo, 3 de novembro de 2013

1000 Sombras de Grey, vermelho e como as mulheres olham o mundo com outros olhos.

Há muito que é bradado ao vento que a mulher vê um mundo diferente dos homens. Não é preciso um gajo vir para cá com igualdade, feminismo, machismo, nada disso. A mulher lida com as coisas de maneira diferente porque ela vê de maneira diferente e a prova disso é quando vai comprar roupa. 

Para mim e para a grande parte dos homens as cores que o mundo nos apresenta são as que aprendemos na primária: branco, azul, vermelho, preto, cinzento, verde, amarelo, laranja e o muito racista "cor de pele", que era o lápis que a minha professora gostava que eu usasse para pintar os focinhos das aberrações que eu tentava desenhar. Também havia o castanho, a esse ninguém chamava cor de pele mas usava-se para os troncos das árvores.

Para uma mulher, só no vermelho há mil cores. Algo contra isto? Nada. É coisa de olhos, é uma sensibilidade acrescida. O que me deixa estupefacto é que elas sabem o nome de quase todas a mil. Como é que é possível? 
Fico burro, foda-se.

1 comentário:

  1. Quando fui pintar o cabelo disse a cabeleireira que queria um castanho avermelhado que estava na revista porque estava farta do meu castanho. Conclusão: A minha cor é loiro e não castanho e o que eu queria era ruivo...serei homem? xD

    ResponderEliminar