segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Ainda da política

Eu sou um bocado hipócrita no que toca a política, eu admiro imenso os líderes, os bons, os verdadeiros, aqueles que marcam uma era, da mesma maneira que Álvaro Cunhal está para o PCP, Mário Soares para o PS ou Paulo Portas para os submarinos, Francisco Louçã estava para o BE e custa-me pensar que este senhor, que ainda podia fazer a diferença na esquerda portuguesa porque numa futura campanha seria um talismã (Portugal fartou-se desta direita), se demitiu, deixa-me furioso. 

Eu como Socialista sou um admirador do Bloco de Esquerda, só não sou militante porque sou preguiçoso mas sinceramente hoje sinto-me renitente a isso, vejo um Bloco a querer poder mas disposto a dobrar-se para o ter, este PS não é o PS socialista a que estávamos habituados, é só mais um partido da troika nacional, com um líder mimalho e de pieguices ando eu farto.

Fiquei francamente desiludido porque as duas pessoas mais importantes para mim no BE saíram, uma porque perdeu a guerra contra o cancro, outro porque deixou de lhe apetecer liderar.

O Bloco para mim representava algo mais que conseguir prosperidade para o país, significava a voz que defende que mais importante que a prosperidade são os portugueses, todos, desde o rico até ao mais pobre e este que admite uma coligação com um partido que diz que estamos no caminho errado mas cuja solução é seguir esse mesmo caminho mais devagar caiu-me muito mal. Sinto-me como um fã do Lance Armstrong que não imaginava que ele se bombava.

4 comentários:

  1. Eu admiro os ideais do bloco de esquerda, mas tens que admitir que isso na prática não seria bem assim.
    (e eu nao sou apoiante de um partido especifico. eu concordo com algumas ideias de cada um. vá, não em mates. opinioes sao opinioes ahaha)

    ResponderEliminar
  2. Não sei como seria na prática, o Bloco nunca lá esteve no poleiro xD

    ResponderEliminar
  3. Lamento desiludir-te, mas ainda lá estava o Louçã e já o Bloco apoiava o PS...

    ResponderEliminar
  4. precisamente: eles nao chegam ao topo do poleiro porque a maior parte tem consciência que seria o descalabro, ainda que as ideias principais sejam boas :b

    ResponderEliminar