domingo, 10 de julho de 2011

Algo deve estar errado... Angélico e os pepinos

Começo a achar que a culpa do acidente do Angélico é toda dos pepinos.

Ó Paulinho o carrinho é mesmo lindo.
Segundo o JN o Angélico tinha comprado o veículo com que se espetou, assim as responsabilidades recaem sobre ele. Ora o carro foi vendido sem registo, o menino dos D'ZRT não tratou do seguro e os pneus estavam tão lisos como a careca do Pedro Abrunhosa, era de esperar que desse merda.

Provavelmente o processo será arquivado e assim fica por terra o nosso James Dean.


Não sei para que é que há limites de velocidade nas estradas. Até parece que se as pessoas respeitassem os limites de velocidade iriam ter menos probabilidades de provocar um acidente (iriam sim).

11 comentários:

  1. cá pra mim ele comeu pepinos infectados e depois pumba, ficou atrofiado com o virus e teve o acidente. atenção a culpa nunca foi dos pneus estarem todos carecas, nem de ele ir em excesso de velocidade. há e ainda mais de ir sem cinto com os seus companheiros. foi tudo culpa dos pepinos. aie.

    ResponderEliminar
  2. Filipa: Obrigadíssimo, és bem vinda aqui ao meu canto de escárnio e maldizer.

    Anna: Ora exactamente. Também acho que foi isso mesmo. Foram os pepinos. Ao menos acabaram-se os D'ZRT, há que ver as coisas pelo lado positivo, pena pelo moço, pelo outro moço e pela moça, fora isso tudo bem.

    ResponderEliminar
  3. Não conhecia, mas até que não caía mal

    **

    ResponderEliminar
  4. O gajo tinha acabado de comprar o carro? Saiu-lhe o tiro pela culatra..

    ResponderEliminar
  5. Lyn: É agressiva mas fica no ouvido.

    Dexter: O carro era bonito mas parecia uma daquelas máquinas de rally do grupo B dos anos 80, uma máquina de morte.

    ResponderEliminar
  6. Os limites de velocidade não deviam ser encarados como obrigatórios mas sim como recomendados, puxando pelo bom senso das pessoas. Azares podem acontecer com qualquer um mas infelizmente bom senso não é uma das nossas principais características.

    ResponderEliminar
  7. "pneus estavam tão lisos como a careca do Pedro Abrunhosa" -> Adorei, ri-me tanto que até chorei!

    ResponderEliminar
  8. Senhor Geninho: Pois mas um limite máximo de velocidade quando não é respeitado por uma diferença de 60 ou 80 km/h o condutor está a cometer um contra ordenação daquelas muito graves não é? Há multas para isso, um bocadinho de bom senso era pensar que isso existe por alguma razão e deve ser respeitado.

    Vânia Rodrigues: Podia ter dito do Paulo, Gonzo ou do Luísão mas ficou esse marmelo.

    ResponderEliminar
  9. Já tinha lido por "sugestão" de um amigo, mas obrigada na mesma pela partilha.
    É uma pessoa desprovida de costumes, o egocentrismo dá-lhe cabo de tudo e acima de tudo, estraga os artigos com a falta de imparcialidade que apresenta. Esse artigo é mais um ataque ao Sócrates do que outra coisa.

    **

    ResponderEliminar
  10. Pis, quando a ignorância quer ter piada, é de esperar que caia no ridículo...

    **

    ResponderEliminar