sábado, 18 de junho de 2011

Algo deve estar errado... Teorias do Avô Manel (Igualdade de Oportunidades)

Uma das conversas mais marcantes que tive com o meu avô, estava nos meus sete ou oito anos.

João: Ó avô o que é a igualdade de oportunidades?
Avô: É muito simples rapaz, tens dinheiro e passas a ter as mesmas oportunidades que quem tem dinheiro.
João: E se eu for pobre?
Avô: Estás fodido e tens as mesmas oportunidades que todos os que estão fodidos como tu.
João: Fodido (riso infantil).


O estupor do velho era uma personagem do carago.

12 comentários:

  1. Alguma coisa contra mim ? Os teus comentários não foram propriamente simpáticos --'

    ResponderEliminar
  2. Ahhh.. Pronto, desculpa então a minha agressividade xD Eu realmente achei estranho teres-me seguido e depois teres dito aquilo mas presumo que também tenha entendido mal. Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. Ora aí está uma coisa qe eu não ouço com regularidade (do meu blog ter personalidd). Mentira, nunca ouvi qe é diferente haha Só por isso já simpatizo ctg :p Ainda para mais és do meu signo, és boa pessoa (sim, eu reparo nestas coisas LOL).

    ResponderEliminar
  4. Personagem pragmática e sem papas na língua diria eu!!

    ResponderEliminar
  5. Uma personagem sábia.
    Igualdade de oportunidades, direitos iguais, justiça... tens os que o teu dinheiro comprar. O resto são histórias de adormecer.

    ResponderEliminar
  6. Senhor Geninho: Nota-se o ADN do avô Manel neste blog.

    Fresco e Fofo: Só se engana quem quer.

    ResponderEliminar
  7. Se era. No entanto não teve tempos lá muito famosos no pré 25 de Abril, vá-se lá saber porquê.

    ResponderEliminar
  8. Já dizia Saramago: O homem mais sábio que conheci na vida foi o meu avô!

    Grandes verdades que o teu avô disse!

    ResponderEliminar
  9. Rita: Tenho em conta a idade do avô deve suponho que tenha sido a pessoa que contou a história do Baltasar e da Blimunda ao José. Tenho quase a certeza.

    Dexter: O avô Manel sabia, não brincava em serviço. Doente no hospital, uns dias antes de morrer diz-me assim:
    "Ó João anda aqui um homem tantos anos para que nos últimos dias tenha de levar com um enfermeira feia que quase que me bate sempre que vou fumar um cigarro."

    ResponderEliminar