terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Algo deve estar errado... Piadas de Mau Gosto

"Renato Seabra confessou à polícia de Nova Iorque que matou Carlos Castro para se "ver livre de demónios, ver livre de vírus". Está acusado de homicídio em segundo grau. "Já não sou gay", terá dito Seabra aos polícias, segundo fontes citadas pelo New York Post, na ala psiquiátrica do Bellevue Hospital onde foi internado depois de ter feito cortes nos pulsos, numa aparente tentativa de suicídio.
Castro e Seabra estavam de férias em Nova Iorque, alojados no InterContinental Hotel, e previa-se que regressassem apenas a 15 de Janeiro. Mas ambos terão tido uma forte discussão no quarto de hotel antes da tragédia, durante a qual o modelo terá dito ao cronista que não é homossexual e que só namorava com Castro pelo seu dinheiro e influência no mundo da alta sociedade.
Seabra, acusado de homicídio em segundo grau, confessou aos investigadores que agrediu, pontapeou e esmurrou Castro durante mais de uma hora. Depois bateu-lhe com um monitor de um computador (declarada a causa da morte) e agarrou num saca-rolhas, espetando-o num dos olhos do cronista antes de o castrar com o mesmo instrumento."


Isto foi o que o DN escreveu.
Eu escrevo:

Caro Renato, 


Graças a essa tua brincadeira, piadas como Carlos Castr(ad)o são recorrentes. Temos que eliminar piadas destas de Portugal. Meu filho, se não querias ser gay então arranjasses uma senhora rica, assim de certeza que não a castravas (piada de mau gosto). Dá-te por feliz de ter sido homicídio em segundo grau, porque só era em primeiro se o tivesses torturado durante uma hora, lhe mandasses com um computador à mona e depois lhe espetasses um saca rolhas num olho antes de lhe desfazeres o gargalo (outra piada de mau gosto). Como o senhor já estava morto este último não contou. Não escrevo mais senão sou acusado de difamação.


PS: Afinal vou escrever, não resisto, ter uma relação com um homem por dinheiro não faz de ti gay meu rapaz, os gays são decentes, tu, no entanto, és uma prostituta cara e de longa duração que andou com um velho de 65 anos que ganhava a vida a dizer mal dos outros. 



Com esta brincadeira eu passei a morte de um homem para segundo plano, mas a verdade é que para o povo português o facto de Carlos Castro ser homossexual cancela o horror daquele crime.
Foi algo violento que certamente aconteceu por alguma razão, não deixa de ser horrendo claramente.
Há vários crimes em Portugal de violência contra homossexuais, escusamos de pegar em celebridades e ir a Nova Iorque, basta irmos ao Porto a certas zonas.
Antes que me esqueça, caras e baratas prostitutas, nada tenho contra vós, tenham uma feliz existência e ganhem muito dinheiro.

5 comentários:

  1. Nada de novo, portanto.
    É do conhecimento geral que, nestes casos macabros, os culpados ou são homossexuais ou são prostitutas. O rapaz, coitadinho, foi usado. Inocente-inocente e não o fez por mal. Devia estar zangado, ora. Só o matou porque o Carlos - mariconço - abusou dele, de certeza. Tem lá pena do miúdo, João.

    ResponderEliminar
  2. Não pode ser Sara, a culpa é sempre dos mariconços coitados. Temos de culpar estes moços jeitosos, de 20 e poucos anos, que andam a bater ovos com tintins de velhos.
    É sempre assim!
    Ainda para mais o moço é burro,se ele tivesse morto em Portugal ainda se safava e aos 40 anos quando saísse da gaiola era recebido como um herói nacional, fez isto nos States, é um monstro, uma besta vil que vai ser violada por americanos com saca-rolhas!

    ResponderEliminar
  3. Bem, eu não estava a falar a sério. Eu não sei grandes pormenores do caso, senão era capaz de fazer aqui grande dissertação. No entanto, eu acho que há muito coisa mal explicada e que os media já se meteram demais. Já há muitas versões do caso e já começa a meter nojo.
    No entanto, tanto um como o outro são culpados. O Carlos porque já tinha idade para ter juízo. E o puto porque quem tudo quer, tudo perde. Queria fama, já tem fama. Toda a gente o conhece, não pelos melhores motivos, mas toda a gente o conhece.

    ResponderEliminar
  4. É o costume. No meio disto tudo o que fica a mal é a reputação dos senhores tugueses, depois disto acabou-se o engate a nível internacional.
    Mas agora a sério, tens toda a razão, o mediatismo tirou bastante seriedade ao caso. O Seabra provou que é um bom menino, o Castro morreu como tinha previsto. A única coisa positiva é que com isto tudo o que é blog teve assunto para escrever.

    ResponderEliminar
  5. Acredita que concordo com o que dizes...
    Eu e a Cátia falamos e principalmente ela concorda contigo...
    Meu Deus! Este caso ainda vai dar muito que falar...
    Ah e já agora... pela versão da mãe: "o meu filho não era gay!" isto quer dizer que o rapaz mandou mensagens a dizer que gostava muito do Carlos, foi com ele para Nova York tudo e só por uma amizade?
    Algo me diz que isto ou é muita amizade ao senhor Carlos ou amizade a mais á sua carteira!!

    ResponderEliminar